Os idosos precisam de cuidados especiais sempre, e aqui trazemos dicas para que o período em casa seja saudável.

As patologias/doenças mais frequentes nos pés dos idosos incluem joanetes, pés chatos, dedos em garra, espessamento das unhas, micose, unhas encravadas, úlceras, alteração na caminhada entre outros.

Assim sendo, temos 18 dicas valiosas para auxiliar nos cuidados diários e básicos quando estiver em casa, para evitar problemas recorrentes que exijam sua saída de casa em busca de profissionais especializados:

1. Secar bem os pés com toalha ou pano seco e finalizar com papel higiênico/papel toalha entre os dedos após o banho, isso evita frieiras e micose.

2. Cortar as unhas dos pés regularmente, em linha reta, e não muito curtas. Caso haja risco de lesões ou se o dedo já estiver machucado, apenas lixe-as.

3. Manter a hidratação das pernas e pés com cremes hidratantes específicos, (menos entre os dedos) o que pode ser feito a noite após o banho. Se os pés ficarem escorregadios, usem meias de algodão após a aplicação do creme.

4. Não tomar banho muito quente para que a proteção natural da pele seja mantida.

5. Manter-se hidratado. A ingestão de água é muito importante para o bom funcionamento do organismo e aparência da sua pele!

6. Use meias de algodão e que não sejam apertadas, para melhor absorção do suor e evitar odores, bem como evitar lesões.

7. Use sapatos confortáveis, porém com solado firme, que ajude na sustentação e alinhamento dos pés e do corpo durante a marcha.

8. Não use sapatos antigos, deformados ou rompidos pois eles não te darão a correta sustentação durante o deslocamento.

9. Use sapatos confortáveis e que te dão segurança ao caminhar, mesmo em casa.

10. Retirar tapetes e passadeiras do ambiente evitando assim possíveis tropeços, escorregões e quedas.

11. Diminuir a ingestão de açúcar e sal para que a circulação sanguínea seja a melhor possível, evitando a retenção de líquidos.

12. Não caminhar descalço nem com chinelos de dedo, isso evita tropeços, quedas e fraturas.

13. Colocar os pés para cima sempre que possível para estimular o retorno sanguíneo e a melhora da circulação.

14. Use calçados que respeitem as dimensões dos pés, não só no comprimento como também na largura.

15. Dê preferência para calçados de fecho com velcros, é mais fácil de abrir e fechar.

16. Compre sapatos no final do dia quando os pés estão um pouco mais inchados.

17. Use palmilhas específicas quando possível, isso ajuda no conforto e estabilidade da pisada.

18. Não lixe demais os pés, o atrito excessivo resulta no espessamento a médio e longo prazos, e em alguns casos agrava o ressecamento causando rachaduras.

EXERCÍCIO QUE AJUDA NA CIRCULAÇÃO SANGUÍNEA, FORTALECIMENTO DOS PÉS E REDUÇÃO DO INCHAÇO: Movimente o pé para cima e para baixo e depois rotacione vagarosamente por aproximadamente 10 minutos, diariamente.