A Tinea Pedis, conhecia popularmente como frieira é uma micose causada por fungos que acomete os dedos dos pés. Isso acontece devido ao calor e umidade da região. Para evitar ou auxiliar na eliminação da frieira recomendamos algumas ações:

• Usar chinelos em chuveiros comunitários, vestiários, piscinas e balneários;
• Secar entre os dedos dos pés após o banho (com toalha seca ou papel higiênico);
• Trocar meias e sapatos frequentemente;
• Evitar calçados apertados;
• Usar antitranspirante nos pés.

Frieiras podem causar lesões, geralmente aparecem no terceiro, quarto e quinto dedos, se estendem para a sola do pé causando coceira na região, descamação da pele, ardor e odor característico.

Se não tratar de forma adequada, a frieira pode se espalhar por outras partes do corpo, como a mão e virilha por exemplo.

Uma forma paliativa de cuidar em casa nesse período de distanciamento social é fazer um escalda pés com calêndula uma vez por semana. Por suas propriedades medicinais, adstringentes, antifúngicas entre outras, a calêndula ajuda a combater o fungo que causa a frieira. Como fazer o escalda pés:
• Em uma bacia adicione 5 gotas de calêndula para 1 litro de água morna;
• Coloque os pés por 10 min;
• Em seguida seque bem os pés.

Esse procedimento também pode ser feito com as flores de calêndula (5 colheres de sopa) para 1 litro de água, faça uma infusão em água morna e coloque os pés em uma bacia por 10 min.

Para a higienização do sapato, a frequência recomendada é semanal. Basta preparar uma solução com meia xícara de lysoform, duas xícaras de álcool, 1 litro de água. Coloque em um borrifador e espirre no sapato por dentro. Só use novamente este calçado quando estiver completamente seco.

A ida ao podólogo regularmente, além de prevenir frieiras, também é importante pois é quando se faz a limpeza do excesso de peles e impurezas que normalmente acometem os pés e a região entre os dedos.